Dica do Professor 61 – Sumie

Olá amigos da Dica do Professor! Nessa semana, vamos falar sobre os mistérios do pincel samurai! Silencioso e preciso como Bruce Lee, o pintor de sumie (sumi-ê) tem, nessa técnica, mais do que um recurso gráfico, trata-se de uma prática filosófica, que requer habilidade e meditação.

A pintura de aguadas não permite retoques, cada mancha colocada no papel é como é, e qualquer tentativa de corrigi-la, certamente vai danificá-la. Por isso há, no senso comum, a ideia (e as vezes até a piada) de que o sumie é uma pintura de monges: cinco horas de meditação para um segundo de pincelada. A sátira tem muito de verdade em si, pois o sumie não requer uma representação detalhada do tema escolhido, basta uma impressão…  Mas qualquer impressão basta? Não, é preciso que seja o essencial, a essência das coisas, e aí, meu amigo, como em todas as coisas boas da vida, é que está o mistério. Nosso professor de ilustração, quadrinhos e mangá, o super Caio Yo, é um grande investigador de mistérios, e como tal, não deixaria de estudar o sumie. Vejamos mais:

61 - Caio Yo blog

Gosta de nanquim? Arrisque-se pelo sumie, a internet está cheia de ótimos exemplos de pinturas como essa, atuais e de séculos atrás, pesquise umas imagens de referência e experimente fazer o seu.

Nos vemos na semana que vem!

Confira outras dicas aqui e nos acompanhe no Face book.

Grande abraço!

Vitor Gorino e Jânio Garcia.

...Shares
Esta entrada foi publicada em Dica do Professor e marcada com a tag , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta