Entendeu ou quer que eu desenhe?

Sabe aquelas tirinhas que além de super bem feitas e fofas fazem a gente repensar  nossos conceitos? É exatamente isso que uma de nossas alunas faz!

Estou falando da Carolina Ferreira, a Kerol, que consegue quebrar tabus com sua arte, sem deixar de fofa <3! Ela entrou na Pandora fazendo História em Quadrinhos com o Mario Cau, e atualmente faz Arte Digital com o Jânio Garcia.

Kerol, fale um pouco sobre as suas tirinhas, vi que várias delas tem uma pegada mais feminista ou com abordagens sociais, como começou?

Comecei fazendo tirinhas de maneira bem despretensiosa, sobre coisas bobas do meu dia a dia e depois criei minha página “Arte de Kerol” para compartilhar alguns desenhos com meus amigos e colegas.

Fiz uma ou outra tirinha sobre feminismo e outros temas sociais e deram uma repercussão legal e acabei dando continuidade. Particularmente é um assunto que eu gosto muito de debater, eu sempre quis compartilhar meu aprendizado sobre esse tema com meus amigos, familiares, e até mesmo pessoas que não conheço, foi então que descobri que posso fazer isso através dos meus desenhos.

Sempre adorei tirinhas e histórias em quadrinhos, mas nunca me vi trabalhando com isso. Hoje é o que eu mais gosto de fazer!


Você acredita que o desenho  ajuda as pessoas a refletirem e terem mais consciência sobre as questões dos direitos das mulheres, e do direito de escolha de maneira geral?

Sim, com certeza, e é isso que eu quero fazer: gerar reflexões. A arte é capaz de transformar o mundo!

Vi que a sua tirinha falando sobre a depilação causou o maior alvoroço! Você tinha ideia de que as pessoas fossem se incomodar tanto com uma tirinha sua?

Eu imaginei que algumas pessoas fossem gostar por conta do tema, mas não imaginei que fosse alcançar tantas pessoas como aconteceu! Cheguei a receber algumas mensagens de ódio, o que me deixou bem assustada e chateada, mas em compensação, recebi muito mais mensagens de carinho e motivação.

Qual é o seu objetivo com as tirinhas?

A expressão “entendeu ou quer que eu desenhe?” descreve muito bem meu objetivo como desenhista: quero quebrar tabus, desconstruir pré-conceitos e fazer com que as pessoas vejam as coisas através de um outro ponto de vista.

Como você lida com as críticas?

Críticas construtivas são sempre muito bem vindas. Agora, ódio gratuito eu costumo responder com ironia, sarcasmo, e se possível, apontar a contradição hipócrita. Ah, e sempre termino respondendo com um coraçãozinho no final. ♥  rs


Quais artistas te influenciam?

Começando pelos meus queridíssimos mestres Jânio Garcia e Mario Cau! Tive algumas palestras e um curso básico com o Caio Yo também. Atualmente estou viciada nos desenhos dos brasileiros Júlio César e Gabriel Soares. Também me inspiro muito nas artes do Jamie Hewlett, desenhista oficial da banda Gorillaz. Na verdade minha lista de inspirações é gigante, então citei minhas atuais influências. rs

Além das tirinhas a Kerol também faz ilustrações e ama cavalos! Para ver mais artes da Kerol acesse o tumblr: Arte de Kerol e a  fan page clicando aqui 🙂

Juliana Romão

 

...Shares
Esta entrada foi publicada em Noticias e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta