Kirby é 100!

Capa

2017 marca o centenário de um gigante cósmico da narrativa gráfica: Jack Kirby. Se ainda estivesse entre nós, ele muito provavelmente não apenas faria uma dobradinha com Stan Lee em participações especiais nos filmes baseados em personagens da Marvel comics, mas também apareceria nos filmes da concorrente DC Comics, já que algumas de suas criações são pilares fundamentais também desse universo fictício.

Jack Kirby não é apenas o artista que viria a criar o herói que socaria o rosto de Hitler na capa de Captain AmericaComics #1. O próprio Kirby viria a ser recrutado para as forças armadas durante a Segunda Guerra Mundial, e não em uma função relativamente segura, como geralmente ocorria com pessoas de aptidão artística, empregadas em trabalhos como a criação de cartazes e cartilhas para uso das tropas. Talvez por entender Yiddish, o dialeto Judeu-Alemão, Kirby foi escalado para infiltrar-se além linhas inimigas, com o intuito de desenhar mapas do território inimigo. Viveu experiências que o marcaram profundamente, como a descoberta de um campo de concentração nazista, e despertaram nele uma profunda aversão ao fascismo/totalitarismo.

Capitão América N° 1

A carreira de Kirby pode ser dividida em vários segmentos. No início, ele uniu forças com Joe Simon e juntos criaram o Capitão America para a Timely Comics e, na DC, criaram Newsboy Legion e  The Boy Commandos, além de revitalizarem o Sandman da era de ouro, entre outros. Mais tarde, Kirby e Simon criaram quadrinhos mais autorais (inspirados pelas antigas revistas pulp e radionovelas, Kirby e Simon também são creditados como criadores dos quadrinhos do gênero romance, com a revista ‘Young Romance’, publicada em 1947), além de trabalharem para outras editoras, como Harvey e Prize.


Nos anos 50, Kirby e Simon seguiram caminhos diferentes, com Jack retornando a Marvel (na época utilizando o nome Atlas Comics), e começou sua longa e criativamente frutífera parceria com Stan Lee.  No decorrer da década de 50, Kirby e Lee criaram todo tipo de história imaginável, e a grande maioria delas eram sobre monstros. No final dos anos 50, Kirby também produzia para a DC Comics, criando histórias curtas e também uma equipe que historiadores dos quadrinhos apontam como uma espécie de protótipo do que viria a ser o Quarteto Fantástico: Os Desafiadores do Desconhecido (Challengers of the Unknown). Também no fim dos anos 50, Kirby criou uma tira de jornal chamada Sky Masters of The Space Force, em parceria com outra lenda dos quadrinhos, Wally Wood.

Kirby voltaria a Marvel  (agora oficialmente rebatizada como Marvel Comics) no início dos anos 60 para colaborar com Stan Lee em um marco importantíssimo para os quadrinhos de super-heróis: a criação do Universo Marvel. Quarteto Fantástico, Hulk, Thor, Vingadores, X-Men, Surfista Prateado, Inumanos, Pantera Negra, Nick Fury e muitos outros personagens e conceitos que continuam sendo pedras fundamentais não apenas do império multimídia que a  Marvel se tornou, mas para todo o genero.

Jacob Kurtzberg (Jack Kirby) – foto de 1982

Kirby permaneceu na Marvel até o começo dos anos 70, e então retornou a DC Comics, agora com toda a pompa e circunstância merecida após a sequência de sucessos na Marvel. Mais uma vez ele deixaria sua marca com uma torrente de novos conceitos e títulos, e dessa vez não apenas desenhando, mas também escrevendo. Kirby escolheu um título um tanto inesperado para iniciar sua empreitada no Universo DC: ‘Superman’s Pal, Jimmy Olsen’. Indo em uma direção totalmente inesperada, Kirby utilizou a revista de Olsen para introduzir elementos  daquilo que viria a se tornar seu mais importante legado para a DC – O Quarto Mundo, contendo personagens e idéias que ainda hoje são pedras fundamentais para o universo DC: Darkseid,  os Novos Deuses, o Senhor Milagre, o Povo do Amanhã, entre muitos outros.

Foto do livro “Personal Look into the life of Jack Kirby The King Of Comics”

Embora tenha partido a mais de duas décadas, sua presença é sentida o tempo todo no meio que ele ajudou a consolidar como uma força da cultura pop, e ‘Kirby 100: 100 Top Creators Celebrate Jack Kirby’s Greatest Work’, da editora americana TwoMorrows Publishing, celebra o trabalho desse pioneiro inovador. Em mais de 200 páginas, 100 artistas/escritores, entre eles alguns dos mais importantes nomes da indústria dos quadrinho como Sal Buscema, John Romita Sr,  Mike Allred, Alex Ross, BruceTimm, Dave Sim, Larry Hama e Walt Simonson, discutem seus trabalhos favoritos de Kirby – capas, artes e histórias que os marcaram e os inspiraram.

Em meio a textos com análises e homenagens desses criadores, o verdadeiro ponto alto da publicação são as ilustrações de autoria do próprio Kirby – capas, páginas e esboços que transmitem o poder impactante da arte que o levou a ser conhecido como Jack “King” Kirby.


O autor John Morrow e o co-editor Jon B. Cooke criaram uma meticulosa e detalhada cronologia da vida e da obra de Kirby. Nas páginas do livro estão bem representados os usuais suspeitos: Quarteto Fantástico, os Novos Deuses, o Demônio Etrigan, Galactus, o Capitão América, entre muitos outros personagens do universo dos super-heróis, Mas o livro não se restringe apenas a esse gênero. Também estão representados seus trabalhos nos mais variados cenários e universos:  faroeste, aventuras espaciais, histórias de guerra, bem como os mais fascinantes e intrigantes monstros.


O dinamismo do trabalho de Kirby nunca foi realmente duplicado, embora muitos tenham tentado. Ele era um talento único, cujo estilo de arte evoluiu ao longo dos anos, e este livro faz um ótimo trabalho para explicar a mística de sua obra. Um livro altamente recomendável, não apenas do ponto de vista histórico, mas técnico.  ‘Kirby 100: 100 Top Creators Celebrate Jack Kirby’s Greatest Work’ transmite com maestria a dimensão e a importância da obra desse mestre dos quadrinhos. Em uma época em que filmes baseados em conceitos que Kirby criou, ou ajudou a criar, arrecadam bilhões de dólares em todo o mundo, nada mais justo que nos lembremos da fagulha criativa sem a qual nada disso seria possível.

...Shares
Esta entrada foi publicada em Noticias e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta