100 Dias de Arte: dia 36 – EliOli

EliOli (Elena & Olivia Ceballos)

São irmãs gêmeas que trabalham juntas, e amam qualquer coisa no domínio da arte e da animação! Suas ilustrações fofas dão destaque à luz no ambiente.

Pinturas digitais feitas no PhotoshopCS6 e Paint Tool SAI.

Atualmente está trabalhando no DreamWorks / Big Idea Entertainment em VeggieTales.

Freelance para:

DisneyToon Studios

Estúdios de animação universal

Nickelodeon

Essa dica veio do professor de Arte Digital, Jânio Garcia. Para fazer suas próprias ilustrações, conheça nossos cursos! CLIQUE AQUI!

 

...Shares
Publicado em Noticias | Com a tag , , , | Deixar um comentário

100 Dias de Arte: dia 35 – Edward Weston

Edward Weston é considerado um dos mais importantes fotógrafos americanos e um dos precursores da fotografia artística no século XX. Tendo como influência Alfred Stieglitz, que logo no início do século XX inseriu na fotografia americana o conceito de fotografia documental e sem artifícios, Weston desenvolveu seu trabalho passando por vários estilos e experimentos até chegar em um estilo único, que serviu de inspiração para outros grandes fotógrafos que futuramente impulsionariam o estilo modernista.

Utilizando câmeras de grande formato e luz natural, ou apenas a iluminação disponível, registrou paisagens e objetos de forma pictórica, dando ares abstratos a conchas, pedras, dunas, alimentos. Para muitos, construía suas imagens com o objetivo de elevá-las ao nível da poesia — e sempre de forma sensual. A exploração da sutileza de tons e do design escultural das formas fizeram com que suas obras se tornassem uma referência de estudo dentro da prática fotográfica. Como dito pelo também fotógrafo Ansel Adams, “Weston é, no sentido real, um dos poucos artistas criativos de nosso tempo. Ele recria a matéria e as forças da natureza, fazendo com que suas formas representem a unidade fundamental do mundo. Seu trabalho ilumina a jornada interna do homem até a perfeição do espírito”.

cabbage-leaf-edward-weston-1931.jpg

edward-weston-excusado-toilet-19251.jpg

Esta dica veio do professor de fotografia Carlos Alexandre. E para quem curte fotografia, conhecia nosso conheça nosso workshop especial do mês de agosto:

:

 

...Shares
Publicado em Noticias | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

100 Dias de Arte: dia 34 – Adriana Varejão

É uma artista plástica brasileira contemporânea. Ficou conhecida pelos seus trabalhos que refletem o colonialismo europeu no Brasil, e também por trabalhar diversos temas como sensualidade e violência em suas peças.

Adriana Varejão participou de diversas exposições nacionais e internacionais, entre elas, na Bienal de São Paulo, Tate Modern em Londres e MoMa em Nova Iorque. Trabalha bastante com azulejos e está entre as mais bem-sucedidas artistas do circuito mundial.

Embora tenha a sua trajetória nas artes plásticas de amplo reconhecimento, nunca se imaginou como pintora profissional, pois ela não acreditava, quando começou a aprender pintura, que alguém pudesse viver disso. No entanto, foi aprendendo a pintar enquanto cursava a faculdade de engenharia, até que aos 24 anos já fazia as suas primeiras exposições em uma galeria, e descobriu que era arte a sua grande realização.
http://obviousmag.org/pintores-brasileiros/adriana_varejao/archives/uploads/2014/06/Divindade%20da%20%C3%83%C2%A1gua_2009.jpg

Extirpacao do mal por revolta 1994 Adriana Varejao

http://obviousmag.org/pintores-brasileiros/adriana_varejao/archives/uploads/2014/06/Mesti%C3%83%C2%A7a_2012.jpg

Milagre dos peixes 1991 Adriana Varejao

O Selvagem 2011 Adriana Varejao

Penha jerked beef ruin 2002 Adriana Varejao

Esta dica veio da artista Diana Marchiori. Para saber mais sobre arte, ACESSE AQUI!

...Shares
Publicado em Noticias | Com a tag , | Deixar um comentário

100 Dias de Arte: dia 33 – Gabriel Ribeiro

Gabriel Ribeiro colore as ruas das cidades e exibições em galerias ao unir arte analógica com a digital. Aliás, arte sempre foi sua principal maneira ao se expressar – e ele descobriu isso quando adolescente, ao ter contato com o lambe-lambe.

Fascinado pelos detalhes da cidade e por São Paulo, o artista cria incríveis obras ao misturar técnicas diferentes que se completam. Fotografia, arte digital, colagem digital, colagem analógica, ilustração, pintura digital e arte urbana dão vida à suas famosas gueixas e outras lindas imagens repletas de botânica, surrealismo e retratos, que nos passam mensagens cheias de significados.

“Me inspiro com coisas simples, geralmente caminhando e observando a cidade e seus detalhes, sempre ouvindo música, pois sou movido por ela”.

Para saber sobre arte, ACESSE AQUI!

...Shares
Publicado em Noticias | Deixar um comentário

100 Dias de Arte: dia 32 – Kim Jung Gi

Kim Jung Gi é um artista daqueles artistas com paciência que só os orientais parecem ter. Ele vive na Coréia do Sul, e seu trabalho de arte atraiu a atenção internacional de milhões nos últimos anos.

Ele tem a capacidade de visualizar o desenho antes de fazer suas marcas. Com imagens mentais, ele pode desenhar sem uma referência fotográfica.

“Eu observo as coisas o tempo todo. Eu não levo referências enquanto desenho, mas sempre estou coletando recursos visuais. Observo-as com cuidado diariamente, quase que habitualmente. Eu estudo imagens de todos os tipos e gêneros” Kim disse, acrescentando que ele é apaixonado por arte desde criança.

Desde 2007, ele publicou três Sketchbooks que contêm mais de 2.200 páginas de sua monumental obra de arte.

Em junho de 2015 foi inaugurado um museu em Penang, na Malásiapara apresentar o seu trabalho e, nessa ocasião, Kim Jung Gientrou no Livro Guiness dos Records para o “Desenho mais longo feito por um indivíduo usando a técnica de Fish Eye”. A peça possui 8 metros de comprimento e representa várias atrações de Penang.

E você ai com preguiça de terminar aquele desenho né! 😉

#boradesenhar

Para fazer anatomia, perspectiva e narrativa e fazer seus próprios desenhos ACESSE AQUI!

 

 

 

...Shares
Publicado em Noticias | Com a tag , , , | Deixar um comentário

100 Dias de Arte: dia 31 – Hula

Artista Sean Yoro, o Hula,  invadiu o mundo da arte de rua em 2015, quando seus murais originais ao lado das águas tornaram-se amplamente divulgadas.  Sean passou a maior parte da adolescência praticando surf quando ele descobriu sua paixão pelo graffiti e tatuagem. Influenciado por seu amor pelo oceano, Sean levou para a água seus murais semi-submersos, enquanto se equilibra  na prancha.

Trás vida a espaços vazios, geralmente trabalhando em naufrágios, docas abandonadas e paredes esquecidas. Mesclando suas origens, tanto nas ruas como em fine art,  trabalha com tinta a óleo e usa técnicas tradicionais para criar figuras suaves, femininas que interagem com a superfície da água.

O trabalho de Sean muitas vezes nos deixa sentir uma variedade de emoções, enquanto propõe uma discussão ambiental. Seu trabalho pode ser encontrado em paredes públicas e em galerias de todo o mundo. Ele chamou a atenção dos principais veículos de publicação e mídia como CNN, The Huffington Post, Hypebeast, The Guardian, Juxtapoz Magazine, Daily Mail e Hi-Frutose Magazine.

Todas as tintas a óleo e meios utilizados para cada projeto são completamente não-tóxicos, feito com óleo de linhaça refinado com álcali ou óleo de açafrão e pigmentos naturais. Não são apenas estes óleos vegetais completamente não tóxicas, eles também são comumente utilizados em produtos de saúde e beleza.

Gostou? Para saber muito mais sobre graffiti ACESSE AQUI!

Essa dica veio da professora de Oficina do Artista, Miriã Cavalcanti.

...Shares
Publicado em Noticias | Com a tag , , , | Deixar um comentário

100 Dias de Arte: dia 30 – John Bolton

O trabalho do premiado artista John Bolton certamente vai te intrigar, excitar e incomodar. Um artista altamente qualificado e assustadoramente imaginativo, as técnicas clássicas de Bolton pintam uma vantagem realista para horror e fantasia.


John tinha sete anos quando ele encontrou um pincel e foi amor à primeira vista, foi a chance  de tirar o que via em sua mente e colocar no papel. Assim, começou uma ambição de criatividade ao longo da vida, com influências adquiridas de uma grande variedade de fontes, mas todas ligadas por um tema subjacente – o interessante e o bizarro.


John colaborou com alguns dos mais prestigiados escritores de quadrinhos, como Neil Gaiman, Chris Claremont, Mike Carey e Clive Barker. Em filmes, ele trabalhou com Robert Zemeckis, Sam Raimi e Jonathan Glazer.

A inspiração não vem de influências externas, mas da história que ele está ilustrando, o estilo decorre do conteúdo e da emoção de uma história particular.

Ele tem uma abordagem inovadora para a arte sequencial. Penetra profundamente em sua imaginação para encontrar algo nunca visto antes.

Suas pinturas etéreas de vampiros-mulheres e criaturas mágicas fizeram seu trabalho muito procurado por colecionadores de todo o mundo.

Ao longo dos últimos dois anos, John trabalhou em uma bela história macabra escrita por Lovern Kindzierski chamada Shame (Vergonha) e publicada por Renegade Arts Entertainment.

Esta dica veio do Ricardo Quintana, e para saber muito mais sobre quadrinhos e criar os seus, conheça os cursos de História em Quadrinhos, Quadrinização e Narrativa Visual.

...Shares
Publicado em Noticias | Com a tag , , , , | Deixar um comentário